Busca Segurança

Polícia Científica

22/03/2018

Diretor-Geral da Polícia Científica ministra aula inaugural de curso sobre isolamento e preservação de local de crime

A Corregedoria-Geral da Polícia Militar do Paraná iniciou nesta quarta-feira (21/03) o Curso de Atualização Profissional em Análise Criminal, Isolamento e Preservação de Local de Crime dirigido à Atividade Policial e Bombeiro Militar – Modalidade Ensino à Distância. A aula inaugural foi no auditório Mário Lobo, no Palácio das Araucárias, em Curitiba, e transmitida via vídeo conferência para os batalhões da PM em todo o estado.

A palestra contou com a participação do Diretor-Geral da Polícia Científica do Paraná, Hemerson Bertassoni Alves, que ministrou sobre o tema “A Polícia Científica e a Resolução de Crimes”, e com a atuação do Perito Criminal Federal Paulo Akira Kunni sobre a “Importância do Isolamento e Preservação do Local de Crime”.

O Subcomandante-Geral da PM, coronel Arildo Luis Dias, destacou que o aperfeiçoamento dos militares estaduais se deve ao fato de que a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros são os braços do Estado que dão o primeiro atendimento nos locais de crime. “A imaculação desses ambientes é fundamental para que a perícia faça as coletas dos vestígios, consiga estabelecer provas para, enfim, se chegar a uma autoria do crime”, afirmou.

Para o Corregedor-Geral da PM, coronel Daniel dos Santos, a capacitação é para que haja maior qualidade nos serviço prestado e auxilio na conclusão da perícia feita pela Polícia Científica. “Fomentando conhecimentos técnicos com uma parceria saudável com os demais órgãos públicos é que nós vamos conseguir apresentar respostas qualitativas para o processo judicial como um todo. Um local de crime preservado e intacto vai permitir uma atuação mais efetiva da Polícia Científica”, explicou.

O doutor Emerson Bertassoni elogiou a iniciativa da Coger em promover o aperfeiçoamento educacional por meio de Ensino à Distância. “Creio que essas aulas são muito importantes para proporcionar um impacto maior para a unidade e para os policiais militares usando a tecnologia”, disse.

O perito federal Fábio Augusto da Silva Salvador salientou que a preservação do local de crime faz parte do processo de busca pela justiça em relação ao caso, e se esse ambiente não for isolado da maneira correta pode comprometer os resultados da perícia. “A parte mais importante para preservar a cadeia de custódia e integridade da prova é aquela desempenhada pelos policiais militares que nos passam as informações quando chegamos na cena do crime permitindo que possamos fazer as nossas inferências e pesquisas em cima dos vestígios íntegros”, avaliou.

ENSINO – Em parceria com a Celepar e a Diretoria de Ensino e Pesquisa (DEP), a aula foi transmitida para outras unidades da PM no estado a fim de garantir que o conhecimento seja amplificado. Os oficiais e praças participantes da capacitação receberão o certificado de conclusão do curso. “Temos um papel muito importante na parte de regulamentação e da estruturação dos cursos EAD da corporação e, posteriormente, na certificação através de toda formalização que necessita. Em parceria com a Coger foi desenvolvido o Curso de Atualização Profissional em Análise Criminal, Isolamento e Preservação de Local de Crime e temos a projeção de oferecer mais cursos à distância para os integrantes da corporação como Mediação de Conflitos e Direitos Humanos”, ressaltou o Diretor da DEP e Comandante da Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), coronel Mauro Celso Monteiro.

Fonte: Marcia Santos/Jornalista PMPR
*Colaboração: Jasson Wolff - Auxiliar de Comunicação
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.