Polícia Científica

04/11/2019

Polícia Científica e servidores são homenageados pela Assembleia Legislativa do Paraná, em Curitiba

A importância da Polícia Científica do Paraná na solução dos crimes e as ferramentas disponíveis para o trabalho dos peritos criminais foram os temas do Grande Expediente na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), em Curitiba, na tarde de segunda-feira (04/11). Ainda durante a solenidade, a Polícia Científica recebeu uma menção honrosa. A sessão, presidida pelo líder da Casa de Leis, deputado Ademar Luiz Traiano, foi uma iniciativa dos deputados Hussein Bakri (PSD) e Tiago Amaral (PSB), líder e vice-líder do Governo na Alep.

O novo diretor-geral da Polícia Científica, o perito Luiz Rodrigo Grochocki, esteve presente na sessão que apresentou para a sociedade paranaense os trabalhos da instituição. “Essa é uma oportunidade de expormos nossos pontos positivos e de melhoria, e, por isso, agradecemos o espaço concedido pela Alep”, destacou em entrevista.

Durante a apresentação, o perito oficial da Genética Forense, Hemerson Bertassoni Alves, lembrou que o trabalho dos profissionais começou muito antes da constituição da Polícia Científica em 24 de outubro de 2001. “É importante mencionar que a linha do tempo da unidade iniciou há 120 anos, porque agregamos o Instituto Médico Legal, o qual foi inaugurado em 1898”, disse Bertassoni.

Outro destaque da instituição foi para o auxílio na elucidação de crimes, como a identificação do assassino da menina Rachel Genofre, em setembro deste ano. “Esse é o caso mais importante que a Polícia Científica se envolveu ao longo de sua história e, é preciso estabelecer que, se não fosse o trabalho integrado entre as instituições jamais teríamos a solução desse caso e de outros”, falou o perito oficial.

Sobre esse trabalho desenvolvido pela Polícia Científica, o deputado Tiago Amaral ressaltou a importância na resolução de crimes de grande repercussão e dificuldade. “Conseguiram em muito pouco tempo transformar a Policia Científica em uma referência em nível nacional e internacional pelas ações pioneiras e pela excelência na realização de atividades cotidianas.”

MENÇÃO HONROSA - A Polícia Científica do Paraná foi reconhecida pela Alep com uma homenagem à instituição e aos seus servidores ativos e inativos. “É importante dar luz ao trabalho que a Polícia Científica faz e, mais que isso, estender a mão para que essa instituição continue a realizar o seu excelente trabalho”, explicou o deputado Hussein Bakri.

Em entrevista, o diretor-geral da Polícia Científica, Luiz Rodrigo Grochocki, demonstrou a satisfação em receber a menção honrosa. “Esse momento nos dá motivação para continuar a construir uma Polícia Científica cada vez mais forte no Paraná.”

PRESENÇAS - Participaram da solenidade, além do diretor-geral Luiz Rodrigo Grochocki, o Diretor do Instituto de Criminalistica Marcio Borges de Macedo, o Diretor Técnico do Mariano Schafka, Diretora Administrativa Maria Cristina Marini, o Chefe do Setor Técnico Científico da Polícia Federal Fernando Comparse, presidente da Associação Brasileira de Criminalistica Leandro Cerqueira, presidente do Sindicado dos Peritos e Auxiliares Paulo Zempulski, presidente da Associação dos Medicos Legistas Paulino Pastre, deputados e servidores da Polícia Científica do Paraná.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.