Polícia Científica do Paraná promove 2º Curso de Atualização e Padronização de Procedimentos dos Gestores
31/05/2022 - 11:38

Gestores de todas as unidades da Polícia Científica do Paraná tiveram a oportunidade de trocar experiências, adquirir novos conhecimentos e se envolver nas diretrizes da instituição durante o 2° Curso de Atualização e Padronização de Procedimentos dos Gestores, organizado pela Academia de Ciências Forenses. O evento, que ocorreu entre 24 e 26 de maio, contou com diversas palestras ligadas à gestão. 

O secretário da Segurança Pública, Wagner Mesquita, destacou a importância da instituição no cenário nacional. “A Polícia Científica tem uma missão muito difícil. A prova técnica é a mãe das provas dentro da investigação criminal e temos alcançado grandes avanços aqui no Estado”, disse.

Recentemente, houve o primeiro match balístico no Estado, com grande destaque nacional. Além disso, no último Congresso Nacional de Criminalística, realizado em Campinas, um perito do Paraná ganhou projeção nacional. “Fatos que só reforçam a importância de dar sustentação ao trabalho da Polícia Científica”, completou.

De acordo com o diretor-geral da Polícia Científica do Paraná, Luiz Rodrigo Grochocki, o evento é parte de uma capacitação continuada. "Neste curso temos os chefes de todas as nossas unidades fazendo um nivelamento sobre os procedimentos de gestão da instituição, alinhando todas com a direção, a Secretaria e as políticas de Governo”, explicou.

No primeiro dia, foram ministradas as palestras do gabinete do diretor-geral e dos representantes da Divisão Operacional, da Academia de Ciências Forenses e do Museu Paranaense de Ciências Forenses. “Vários temas foram abordados. O curso teve um cronograma extenso e contou com palestras de diversos assuntos”, salientou o diretor da Academia de Ciências Forenses, Emilio Merino Junior.

O curso seguiu com a apresentação da Seção de Recursos Humanos, Grupo Auxiliar Orçamentário Financeiro Contábil Setorial, terminado com Almoxarifado e Compras. No terceiro dia, encerrando o evento, apresentaram as duas ideias a Gerência de Custódia, Patrimônio, Núcleo de Engenharia e Arquitetura, Controle Interno, com a participação da Controladoria Geral do Estado, e Direção de Operações. 

O chefe da Unidade de Campo Mourão, Henrique Czap Coelho, avaliou de forma positiva a iniciativa. “Acho muito importante o curso, espero que possamos manter encontros dessa natureza pelo menos uma vez por ano. É a maneira mais eficiente para levarmos nossas demandas, padronizarmos procedimentos e nos manter informados e atualizados em todas as nossas áreas de interesse, além de uma grande oportunidade de estreitar os laços entre as chefias e discutirmos soluções para problemas que muitas vezes são comuns a várias unidades”, pontuou. 

Para a chefe da Unidade de Maringá, Maria Cecilia Begnossi, a capacitação é uma importante troca de experiências entre as chefias do Interior. “Achei muito interessante a interação entre as chefias do interior, pois as dificuldades, muitas vezes, são semelhantes e podemos trocar informações e chegarmos a soluções juntos. Além disso, o fato da direção estar presente ajuda bastante a esclarecer dúvidas gerais. O alinhamento de protocolos e procedimentos também facilita muito, para podermos transmitir aos servidores das unidades”, esclareceu. 

A interação entre os gestores também foi um ponto importante citado pelo chefe da Unidade de Londrina, Luciano Gardano Elias Bucharles. “A participação foi bastante importante, além do aspecto técnico de padronização dos processos, conhecimento de novas normatizações e atualização constante dos gestores sempre em busca da melhoria dos procedimentos, também é muito válida a interação presencial com a direção e os outros chefes, o que possibilita uma série de trocas de informação, experiências e conhecimento”, afirmou.

GALERIA DE IMAGENS