Servidores da Policia Científica concluem formação de reconhecimento e manejo de bombas e explosivos
20/10/2020 - 17:03

A Comissão de Bombas e Explosivos da Policia Científica do Paraná, formada por 16 integrantes entre peritos criminais e agentes de perícia, recebeu, na última semana, a qualificação do curso de Blaster ministrado pela multinacional ENAEX, uma fabricante de explosivos. O foco do curso foi capacitar os servidores para o reconhecimento e manejo de explosivos comerciais, os quais frequentemente são utilizados em crimes como arrombamento de caixas eletrônicos.

A carga horária da formação foi distribuída em 16 horas de aulas  teóricas online, devido à pandemia do coronavírus, e oito horas de aulas práticas, que aconteceram no campo de teste da empresa em Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública do Paraná, coronel Romulo Marinho Soares, o curso oferecido aos profissionais da Polícia Científica beneficia, além da instituição, toda à sociedade.

"Nós estamos trabalhando para a Polícia Científica do Paraná ser a melhor do Brasil. Por isso, é de extrema importância saber que podemos contar com profissionais dedicados à aprimorar seus conhecimentos com o objetivo de servir a sociedade com excelência, participando de cursos valiosos como esse", declarou o secretário.

O curso de Blaster é um diferencial importante para os integrantes da instituição, de acordo com o diretor da Polícia Científica do Paraná, Luiz Rodrigo Grochocki. "É uma oportunidade de nossos profissionais estar sempre atualizados e preparados para atuar em qualquer tipo de situação em que a Polícia Científica do Paraná seja necessária. Então, é uma formação que chegou para agregar conhecimento", afirma.

As aulas foram organizadas por tratativas entre o perito criminal, Jerry Cristian Gandin, com o setor de Compliance da ENAEX, representado por Renan de Freitas Anjos e André Luis Justus.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias