As comemorações dos 19 anos da Polícia Científica do Paraná ainda não terminaram! Para celebrar esse aniversário, autoridades de todo o Brasil manifestaram respeito e orgulho ao importante trabalho desempenhado pela instituição. Assista a homenagem!

Uma nova tecnologia que será usada pela Polícia Científica do Paraná vai ajudar a elucidar os cerca de dois mil casos de crimes de estupros ocorridos no Estado e que ainda não foram solucionados.
Trata-se da Plataforma de Automatização Starlet ID: um “robô” que acelera a extração de amostras dos materiais genéticos relacionados a crimes, otimizando tempo na obtenção de perfis genéticos dos possíveis autores.
O equipamento, que amplia a capacidade prática de exames de DNA do Laboratório de Genética Molecular Forense, foi doado pela Secretaria Nacional da Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ).

Foi em 24 de outubro de 2001 que o Instituto de Criminalística e o Instituto Médico-Legal (IML), que até então integravam a Polícia Civil paranaense, juntaram forças e conhecimentos em uma nova corporação para melhor atender as demandas de perícias criminais do Estado. São 19 anos iluminando o caminho daqueles que buscam a verdade e a justiça, para que a Polícia Científica seja a melhor do Brasil. Parabéns aos profissionais que fazem parte da construção dessa história!

Para intensificar o combate ao tráfico de drogas, as polícias Científica e Militar do Paraná uniram forças e conhecimento para aprimorar a habilidade dos cães de faro do BOPE / PMPR. O novo treinamento tem como objetivo principal preparar mais de 30 cães policiais para encontrar, com precisão, novas drogas sintéticas que estão em circulação.

Novos servidores da Polícia Científica tomaram posse nesta semana na SESP. São dois médicos-legistas, quatro auxiliares de necropsia e vinte e seis peritos criminais, que irão atuar nas unidades da instituição do interior do Paraná.

Simulação de trabalho de perícia em mortos e atendimento a feridos após a queda de um avião Fokker 27. Essa foi a atividade prática que marcou o curso de Perícia em Local de Desastres em Massa - Identificação de Vítimas de Desastres (DVI), realizado pela Polícia Científica esta semana.
A aula em campo, que ocorreu na quinta-feira (5), contou com o apoio da Infraero e do grupo Tigre da Polícia Civil

Quem foi até o evento da Polícia Científica na UFPR Litoral pode ter uma experiência diferente e cheia de conhecimento! Crianças e adultos colocaram em prática atividades da instituição e descobriram histórias interessantes no museu do IML.

Para celebrar os 19 anos da Polícia Científica do Paraná, autoridades de todo o Brasil manifestaram respeito e orgulho ao importante trabalho desempenhado pela instituição
Para celebrar os 19 anos da Polícia Científica do Paraná, autoridades de todo o Brasil manifestaram respeito e orgulho ao importante trabalho desempenhado pela instituição
Polícia Científica passa a usar Robô de DNA para elucidar casos de estupros
Polícia Científica passa a usar Robô de DNA para elucidar casos de estupros
Polícia Científica do Paraná: 19 anos
Polícia Científica do Paraná: 19 anos
Polícia Científica e BOPE treinam cães de faro para encontrar novas drogas
Polícia Científica e BOPE treinam cães de faro para encontrar novas drogas
Tomam posse 32 novos servidores da Polícia Científica
Tomam posse 32 novos servidores da Polícia Científica
Simulação de Desastres em Massa no curso da Polícia Científica
Simulação de Desastres em Massa no curso da Polícia Científica
Ciência e diversão no litoral
Ciência e diversão no litoral